Atividades extraterrestres em Peruíbe- Parte 3

Objetos voadores e luminosos, abduções e microchipagem, contatos com seres de outro planeta.
Conhecida por ser uma das cidades do Brasil com o maior índice de atividades extraterrestres, é muito comum ouvirmos histórias de moradores e turistas que tiveram contato com algo do tipo na cidade.

O tema ufológico é algo que atrai o interesse de muita gente, e pensando nisso a Prefeitura de Peruíbe criou o primeiro roteiro ufoturístico do país. Conheça mais sobre os principais pontos de aparições extraterrestres na cidade.

E para finalizarmos a nossa trilogia sobre atividades extraterrestres em Peruíbe, o nosso último texto desta saga conta com depoimentos de pessoas que tiveram contatos com estes tipos de seres em Peruíbe.

Luhê Cunha Castro: Eu estava descendo a rua são João, eram 12 horas, estava indo almoçar com meu marido. Na altura em que estávamos, eu podia ver a praia e o calçadão. Nós estávamos dentro do carro. De repente, vejo um objeto voador em formato de helicóptero, enorme, cor pérola da com listas vermelhas na cabine.

Tudo bem, pensei, é um helicóptero! Só, que meu marido não percebeu...então, fui abaixando para ver melhor e percebi que ele estava muito baixo e não movimentava os coqueiros, não fazia barulho e deslizava muuuuito devagar!!! Foi, quando o objeto sumiu. Fiquei mega surpresa!! No restaurante pude desenhar o objeto e perceber que não tinha motor, hélices, enfim reconstruí a imagem que vi.

Fabio Salmeron: Tudo começou quando alugamos um quarto na pousada dos eucaliptos e tivemos que sair do Guaraú para Peruíbe. Na volta foi que aconteceu o fato de 2 seres luminosos bem altos de uns 3 metros de altura, aparecerem perto da subida da Prainha quase chegando na pedra da porta de frente ao mar, coisa de uns 5 segundos e desapareceram na mata podem ter se assustados com os faróis do carro.

Para ver ovinis é só olhar o céu do Guaraú deitado em noite de estrelas que sempre aparecem objetos não identificados! Vou para Peruíbe desde 1985 já morei na cidade e ainda tenho casa aí graças a deus Cidade abençoada.

Jucimara Evangelista: Cerca de 7 anos mais ou menos eu voltava do trabalho umas 18:30hs quando avistei no alto da serra, uma LUZ muito forte, achei que poderia ser uma casa, mas observando melhor tinha certeza que não havia casa alguma onde o objeto se encontrava, cheguei em casa branca de medo, quando contei o que vi é claro que ninguém acreditou, mas eu sei o que vi.

Aí na segunda feira o jornal Atribuna noticiou que avia aparecido marcas estranhas no bairro aqui de Peruíbe, acho que tinha a ver com a forte luz que vi no alto da serra.

Gina Sousa: Fazia pouco tempo que estava morando aqui na Cidade. Um dia acabou a energia (luz). O meu bairro ficou totalmente no escuro. Então fui até a janela abri e fiquei olhando em direção do mar sentido Ruínas. Avistei uma luz que pairava no ar, essa luz era forte em forma de um círculo, fiquei olhando atentamente, as vezes ela parecia que ia abaixar ficava mais forte e depois subia novamente e ficava girando. Fiquei olhando por horas chamei meu esposo e ficamos olhando admirados. Depois ela girou e foi subindo devagar até desaparecer junto as estrelas. No dia seguinte ouvi alguns comentários que nessa mesma noite no bairro São José algumas pessoas também avistaram. E depois dessa noite eu comecei a observar mais o céu em direção do mar, e voltei a ver novamente a mesma luz várias vezes.

Anjos Souza Vinicius: Eu não acreditava nessas coisas também depois que aconteceu um negócio comigo na estrada. Assim que a gente sai da cidade sentido São Paulo, ambos os lados têm muita mata verde. Em agosto deste ano eu estava indo trabalhar quando do nada saiu uma luz colorida tão forte da mata do lado direito eu acelerei tanto a moto com um medo lacasdo, coisa fora do normal não poderia ser uma pessoa soltando fogos porque estava no meio da mata. Isso foi às 04:00 da manhã, muito louco. Agora passo lá sempre rápido. Vai que a luz vem de encontro, aí ferrou tudo.

M.J (esta pessoa preferiu não revelar seu nome): Em março de 1996 eu estava com meu namorado na Prainha. Mesmo no cair da noite resolvemos ficar por lá e voltarmos só no outro dia. Dormiríamos na casa de uma amiga nossa que morava lá . Fomos até a península de noite e estávamos observando o castelo quando fomos surpreendidos por uma esfera multicolorida com luz muito forte que nos paralisava e cegava até ter um apagão de memória onde depois acordei eu local extremamente claro com luminosidade muito forte enxergava vultos quando retomei um pouco o sentido vi dois homens e duas mulheres de estatura alta com cabelos loiros esbranquiçados. Aí desfaleci novamente e eu e meu namorado acordamos com dia já claro na praia do Caramborê e ambos sitiamos a perna dormente com um leve ardume depois onde fomos chipados ambos na canela direita .
Meu namorado relatou que viu mesma coisas que eu e para ele mentalmente disseram Oxalc Ganemides! Depois descobrirmos quê Ganemides e um dos satélites de Júpiter. Depois disso tudo mudou muito em nossas vidas.
Depois de ser chipada fiquei com hiper sensibilidade a muitas coisas como na visão e olfato. Curiosa que já tirei inúmeras vezes raio x e não acusa o chip. Mais ao toque eu sinto. Os médicos ficam pirados porque no toque sentem e em raio x ultrassons não aparece por isso nunca removeram. Esse foi meu primeiro contato.
Meu segundo contato foi em 2005 um homem parecendo um Sueco igual já relatei teve contato telepático comigo auto projeção a luz do dia na em frente o portal da serpente.
Em frente o portal da serpente lá realmente e um campo magnético a um portal tridimensional e mentalmente me disse que eu tenho que ajudar a preservar esse local .

Leonardo Prado: Já presenciei a atividade no bairro do Guaraú, com uma colega que também viu. Foram duas vezes

Sandra Gomes: Eu já vi meu minha irmã e minha filha e meu ex marido vimos quando morava lá em Peruíbe SP

Angela Carvalhan: Eu acredito, pois já presenciei três vezes. É difícil das pessoas acreditarem, mas é algo incrível.

Sergio de Freitas: Creia ou não, há alguns anos atrás eu estava voltando para o trabalho após o almoço. Era mais ou menus 12:40 e na rodovia Pe Manoel de Nobrega, próximo ao lixão lado morro, mas estava indo sentido Itanhaém, e um rapaz que no sentido contrário me alertou, olha um meteorito?
Olhei sentido serra e não era um meteorito. Era que como um bico de foguete, voava sentido itariri em linha reta próximo as árvores (mata) de sua cauda saía calor, como aquele que no verão sobe do asfalto. Não era avião, nem helicóptero muito menos meteoro, foi o que meus olhos viram. Não faço ideia.... Algo estranho.

E você, já teve algum contato com extraterrestres em Peruíbe? Nos envie seu depoimento.

Confira nossa trilogia sobre o assunto:
Atividades extraterrestres- Parte 1 
Atividades extraterrestres- Parte 2 
Atividades extraterrestres- Parte 3

Comentários

Comentários

Um comentário sobre “Atividades extraterrestres em Peruíbe- Parte 3

Deixe seu comentário