Conheça as praias de Peruíbe

São 8 km de orla com quiosques padronizados e uma boa infra-estrutura turísticas, composta de chuveiros, banheiros, ciclovia, calçadão e estacionamento. No total são 32 km de praias.

Praia do Guaraú
Distante cerca de 8 km do centro da cidade, é ótima para passeios aquáticos a bordo de barcos, canoas ou escunas, e tem um costão rochoso e rio que desemboca no mar, além de vista para as ilhas de Peruíbe e do Guaraú. Também é boa para o surfe e a pesca. As ilhas do Abrigo, do Guaraú e de Guararetama são boas para a prática do mergulho. Possui construções residenciais e comércio.

Praia do Costão
Essa linda praia abriga uma trilha de 400 m de extensão pela mata atlântica. Com saída de água doce (bica) e costão rochoso. Suas águas são tranqüilas, com ondas pequenas. Ao redor existem construções residenciais e comerciais.

Praia de Piaçaguera
Esta praia, que faz divisa com Itanhaém, é utilizada para extrativismo de areia quartizoza e é boa para pesca amadora.

Praia de Tapirema
Possui diversas casas de veranistas, além das ruínas da primeira igreja da Companhia de Jesus no Brasil. Ela é a continuação de Piaçaguera.

Praias do centro
As praias citadas abaixo não possuem delimitação física entre elas, são divididas por bairros. Possuem areias finas e escuras. Suas ondas são propícias para o surfe, pesca de arremesso e esportes náuticos. Com hotéis, pousadas, bares e restaurantes, são elas: Maria Helena Novaes, Convento Velho, Belmira Novaes, Star, Beira Mar (Mar e Sol/Icaraíba), Josedy, Boungaville, Estância São José, Casablanca, Oásis, Parque Turístico, Jardim Imperador, Jardim Márcia, Três Marias, Balneário Continental, Nova Peruíbe, Arpoador, São João Batista, Samburá, Flórida, Ribamar, Barra da Jangada, Stella Maris e Centro.

Praia do Índio (do Pesqueiro)
Entre a praia do Costão e Prainha, fica este lugar de acesso difícil, feito por duas trilhas íngremes pelas encostas da serra do Guaraú. É uma praia bastante preservada.

Prainha
Boa para passeio e pesca amadora, possui uma linda vista panorâmica de toda a cidade, além de ilhas ao redor. Fica entre as praias do Costão e Guaraú, medindo cerca de 345 m de extensão.

Praia da Tatuíra (da Barata)
Praia pequena, fica entre as pedras do costão do Guaraú, e tem como principais freqüentadores pescadores de arremesso amadores. Fica de frente para o mar aberto.

Praia do Guarauzinho
Com costões, cachoeiras e mata tropical atlântica, essa pequena praia agreste fica à margem direita do rio Guaraú. Por pertencer à Estação Ecológica Juréia Itatins, é utilizada somente para pesquisas científicas e educação ambiental.

Praia da Baleia
Entre as encostas do Guarauzinho e do Arpoador, é bastante pequena. Seu nome é devido a uma baleia que chegou às pedras arremessada pelo mar a cerca de 90 anos. Até hoje a praia guarda vestígios de alguns ossos do animal. O acesso se dá por meio de trilha entre a mata.

Praia do Arpoador
Com duas cachoeiras, essa praia possui beleza singular. Com acesso por trilha, pertence à Estação Ecológica Juréia Itatins.

Praia do Parnapuã
Com acesso por trilha após atravessar o rio Guaraú, a praia pertence à Estação Ecológica Juréia Itatins. Praia praticamente deserta, onde moram apenas três famílias caiçaras, é utilizada somente para pesquisas científicas e educação ambiental.

Praia Brava
Praia ótima para a prática do surfe, pequena e de mar bravo.

Praia do Juquiazinho
Pertencente à Estação Ecológica Juréia Itatins, tem acesso pelo rio Guaraú. Suas águas são transparentes, calmas e de ondas médias. Lindo visual selvagem.

Praia Preta
Com acesso pelo caminho histórico do Imperador, é referência nas cartas náuticas.

Praia do Caramborê
Faz parte da Estação Ecológica Juréia Itatins, com acesso pela estrada Guaraú ou pela trilha do Imperador. Praia sem construções, de mar calmo e cristalino. Muito bem conservada e de rara beleza.

Praia Desertinha
Com acesso pela estrada do Una, é localizada na Estação Ecológica Juréia Itatins. Com ondas constantes e de tamanho razoável. Somente utilizada para pesquisas científicas.

Praia da Barra do Una
Às margens do rio Una, está essa tradicional vila de pescadores. Obviamente, é boa para a pesca. A praia é bem preservada, pois pertence à Estação Ecológica Juréia Itatins. Juntos estão presentes o mar, o rio, a vegetação de várzea, de mangue, de restinga, dunas e mata, compondo uma bela paisagem.

Comentários

Comentários