Cuidados básicos com cães filhotes

Queridos “AUmiguinhos”, não é novidade que nós, Bella e Nina somos “AUpaixonadas” pela Farmina e por suas dicas maravilhosas. Confira esta super dica da Farmina sobre cuidados com filhotes.

Filhotes são sempre cativantes. Quem nunca pensou em trazer filhotinhos para casa? Este artigo é para quem está em vias de pegar, ou acabou de receber um, ou vários cãezinhos, com dicas e esclarecimentos muito importantes que irão ajudar a cuidar tão bem dos novos membros da família.

Cuidados com o recém-nascido

Caso você seja o tutor da fêmea gestante, terá que cuidar dos filhotes assim que eles nascerem. Após o parto, irá se deparar com os recém-nascidos, chamados também de neonatos.

Essa é a fase mais delicada e frágil de qualquer ser vivo, e nos cães compreende do nascimento até o 14º dia. Durante esse período, os cães são cegos, surdos e incapazes de regular sua temperatura corporal, dependendo inteiramente da mãe para viverem. Os cuidados imediatos após o nascimento são feitos pela mãe. Em casos em que há a separação da mãe e filhotes, os cuidados podem ser feitos pelos tutores, e incluem: secagem do recém-nascido e a limpeza e desobstrução das narinas e boca com auxílio de uma compressa limpa e seca. Uma fricção delicada no tórax para estimular a respiração também é necessária. O acompanhamento do médico veterinário é indicado nessas situações.

Os neonatos vivem praticamente o tempo todo dormindo e se alimentando unicamente do leite materno. O primeiro passo é preparar um local confortável que seja coberto, seguro, silencioso, e longe do frio. Verifique sempre a temperatura do ambiente, os neonatos são muito sensíveis à baixas temperaturas. Caso seja necessário, coloque uma lâmpada incandescente (pode ser um abajur) próxima para aquecer o ambiente, mas mantenha ela alta o suficiente para os animais não encostarem, evitando queimaduras.

O melhor é manter a mãe e as crias no mesmo local onde ocorreu o parto, de preferência numa caixa de papelão bem espaçosa, forrada com jornal e com algum pano ou toalha. Outro ponto de atenção é avaliar se todos os filhotes estão mamando regularmente, e ganhando peso progressivamente. Aos 15 dias de idade, eles devem já pesar o dobro do que no nascimento.

Nunca é demais lembrar que recomendamos o acompanhamento do médico veterinário nessa fase, começando do final da gestação até pelo menos até o 14º dia de vida dos animais. Principalmente no parto, pode ser necessária a ajuda de um profissional. Somente ele pode interceder caso qualquer intercorrência ocorra, por isso, não hesite em contata-lo caso surjam dúvidas.

Cuidados durante a infância

A partir da terceira semana de vida, os filhotes já serão mais independentes, e sua supervisão deve ser ainda mais rigorosa. Os filhotes são normalmente curiosos e vão explorar, roer e até comer tudo que puderem, esse é o seu comportamento natural. Portanto, remova todos os tipos de fios expostos, e restrinja o acesso a produtos de limpeza, remédios, brinquedos infantis e plantas potencialmente tóxicas como: Antúrio, Azaleia, Babosa, Comigo-ninguém-pode, Lírio, Costela de Adão, entre outras. Tome conta para que eles não saiam andando pela casa, com o risco de sofrerem quedas em escadas ou até sacadas. 

Alimentação: Entre a 4ª e 5ª semanas você pode oferecer ração de filhotes umedecida como um complemento ao leite materno. Aos poucos vá aumentando a oferta de ração, os filhotes irão diminuir a amamentação naturalmente. Nessa fase é importantíssimo utilizar uma ração de alta qualidade para suprir a alta demanda energética e proteica dos animais em crescimento. Após a 8ª semana eles já devem estar comendo apenas ração, e você pode oferecer 3 a 4 refeições ao dia.

O cão deve comer o alimento próprio para filhotes até a vida adulta. O fim da fase de filhote varia de acordo com o porte, veja:

Porte pequeno (até 9kg): a partir dos 10 meses já podem ser considerados adultos

Porte médio (10 a 25kg): a partir dos 12 meses já podem ser considerados adultos

Porte grande (26 a 40kg): a partir dos 18 meses já podem ser considerados adultos

Porte gigante (acima de 40kg): a partir dos 24 meses já podem ser considerados adultos

Educação: Assim que o filhote começar a ouvir e enxergar, a educação do tutor deve ser iniciada. Nessa primeira fase da infância, procure expor o cãozinho ao contato com seres-humanos, à manipulação, aos ruídos, e ao odor das pessoas e das coisas que ele irá conviver no futuro. Ele vai explorar tudo, e esse é o momento crucial para impor limites e mostrar as regras e a rotina da casa. Locais que ele não pode acessar ou objetos que ele não pode pegar devem ser avisados através de uma “bronca”, sem o uso de violência.  É importante repreender o filhote durante a ação indesejada ou no máximo segundos depois do ato, pois é fundamental mostrar liderança a partir dessa fase.

Necessidades fisiológicas: Utilize tapetes higiênicos ou jornais, e discipline o filhote a usar uma área específica da casa. Isso pode ser feito passando papel com urina do cão no jornal ou área desejada, ou identificar sua necessidade pelo comportamento de farejar demais um local, e já conduzí-lo ao ponto escolhido.  Tenha paciência para corrigi-lo quando errar, sendo firme - sem agressões - repreenda-o na hora com um comando negativo em alto tom de voz (não!), e elogie e agrade quando ele acertar.

Atividade física: As brincadeiras e o exercício físico são fundamentais para os pets.  Estimular o filhote através de jogos e brinquedos permite conhecer a personalidade e o potencial dele. Para iniciar as atividades com seu filhote, escolha uma coleira adequada para seu tamanho. É importante desde cedo acostumá-lo, ainda que apenas dentro de casa, para que fique familiarizado com seu uso.

Banhos: Desde cedo devemos acostumar o cão a tomar banho para tornar esse momento mais agradável. É prudente esperar até que o filhote termine o esquema de vacinação para dar o primeiro banho. Utilize apenas xampus próprios para cães. Caso seja necessário banha-lo antes disso, você pode optar pelo banho a seco. Existem produtos específicos para esse tipo de higiene.  

Cuidados com a saúde

Já demos algumas dicas de saúde para os animais recém-nascidos, onde a mãe cuida de praticamente tudo, e o seu trabalho é somente supervisionar. Após esse período, o tutor deve se atentar a algumas questões:

Vacinação: A vacinação fornece estímulo ao sistema imunológico para o organismo defender-se de doenças. Até que se complete o protocolo de vacinação, é recomendável evitar o acesso à rua e o contato com outros animais. Veja abaixo:

1ª dose aos 45 dias de idade - Vacina polivalente (também conhecida como V8 ou V10)

2ª dose 21-30 dias após a 1ª dose -  Vacina polivalente

3ª dose 21-30 dias após a 2ª dose - Vacina polivalente

A partir da 12ª semana de idade -  Vacina antirrábica

Obs: O protocolo de vacinação pode ser diferente de acordo com sistemática de trabalho do Médico Veterinário

Vermifugação: Os primeiros meses de vida são os mais suscetíveis a infecções parasitárias, principalmente devido à curiosidade que os leva a explorar e lamber\ingerir objetos. Ainda que o filhote não tenha acesso à rua ou a outros animais, ele pode ter vermes intestinais. Fale com o Médico Veterinário para checar qual é o protocolo de vermifugação a fazer.

Pulgas e carrapatos: Além de causar um grande desconforto ao animal, as pulgas e os carrapatos transmitem doenças para ele e para os seres-humanos. O controle desses ectoparasitas deve ser realizado paralelo ao cuidado com ambiente, uma vez que pulgas e carrapatos adultos que você encontrar serão apenas 5% do total no ambiente. Limpe regularmente os locais onde o animal tem contato, como caminhas, casinhas, sofás, cantos de parede e vãos entre os móveis. Utilize produtos de limpeza apropriados, além de um aspirador de pó que irá literalmente sugar os parasitas do local. Verifique com o Médico Veterinário qual medicamento usar no filhote caso ele esteja com infestações.

Agora você já sabe melhor quais são os cuidados básicos na criação de um filhotinho. Continue acompanhando nosso blog e o da Farmina, que sempre temos textos novos sobre os animais de estimação. 

Aguardem novidades sobre a Farmina aqui na nossa coluna PET no Soul Peruíbe. Obrigada pelo carinho de sempre, Center Vet de Peruíbe e Casa de Rações Falcão.

Aproveite e nos siga no Instagram @bellaeninaoficial para não perder nenhuma novidade.

Conteúdo by Farmina.

Conheça mais sobre a Farmina. Siga eles nas mídias sociais e acesse o site:

https://www.facebook.com/FarminaPetFoodsBrasil

https://www.instagram.com/farminabr/

https://twitter.com/farminabrasil

https://www.farmina.com/br/

 

Editoria pet administrada por Bella e Nina, blogueirinhas, mascotes do Soul Peruíbe, apaixonadas por aventuras, diversão e pela terra da eterna juventude.

 

Comentários

Comentários

Deixe seu comentário