Festa do Bom Jesus de Iguape: Tradição, cultura e fé

Depois da festa de Aparecida, a romaria ao Bom Jesus de Iguape é a segunda maior festa religiosa do Estado de São Paulo e uma das mais antigas e importantes do País. O evento acontece de 28 de julho a 6 de agosto.

Conhecida como a “Princesa do Litoral Sul”, a cidade se tornou um grande centro de peregrinação, onde os fiéis católicos expressam sua devoção ao Senhor Bom Jesus de Iguape.

A Basílica, localizada no Centro Histórico, é o ponto turístico mais procurado pelos fiéis que participam das festividades em homenagem ao santo. Milhares de romeiros tomam as ruas da cidade para acompanhar a procissão da imagem do Bom Jesus, entre julho e agosto.

A real data da fundação do município é desconhecida. Alguns historiadores chegam a acreditar que já haviam europeus vivendo na região antes mesmo do descobrimento do Brasil por Pedro Álvares Cabral. Segundo dados oficiais, a cidade de Iguape foi fundada em 3 de dezembro de 1538. Documentos históricos usam como referência a data de separação de Iguape e Cananéia.

A imagem do Bom Jesus

Segundo a história, a imagem foi embarcada em um navio português em 1647 com destino ao Brasil. Próximo de Pernambuco, o navio foi atacado por inimigos e para evitar que a imagem fosse destruída e profanada, o comandante colocou-a em uma caixa de madeira e jogou-a ao mar.

Alguns meses depois, um morador da Praia da Juréia mandou dois índios para a Vila Nossa Senhora da Conceição de Itanhaém. Estes, ao passarem pela Praia do Una, acharam junto ao rio Passauna, um vulto desconhecido rolando nas ondas, e levaram-no para a praia, onde cavaram um buraco e o colocaram em pé com o rosto para o nascente e assim deixaram com um caixão.

Ao retornar, os índios acharam a imagem no mesmo lugar, mas com o rosto virado para o poente e acharam estranho não haver vestígio sequer de que alguém o tivesse movido. A notícia se espalhou. A imagem foi trazida pelo morro da Juréia até a barra do rio, no bairro Barra do Ribeira, onde os moradores da então vila de Iguape foram buscar a imagem.

Segundo algumas lendas, quando tentavam trazer a imagem para o lado de Peruíbe, ela ficava muito mais pesada e eles não conseguiam carregar. Porém se tentassem levar para o lado de Iguape, ela ficava mais leve e poderia ser carregada sem problemas. Diz a lenda que o Bom Jesus queria ficar em Iguape.

Após ser redecorada, a imagem foi entronizada no altar-mor da antiga Igreja de Nossa Senhora das Neves, conhecida como Basílica de Iguape.

As notícias de acontecimentos miraculosos acompanhando a imagem transformaram Iguape em um centro de peregrinação. O trajeto percorrido pela estátua até chegar em Iguape até hoje é refeito em procissão que atravessa a Jureia-Itatins. São 29 km feitos a pé em meio a um ecossistema intocável com uma beleza natural que encanta não só as pessoas que atravessam a Estação Ecológica por devoção ao santo, mas também os aventureiros que aproveitam a abertura da Estação para fazer uma caminhada em meio à Mata Atlântica.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Festa do Bom Jesus de Iguape

A festa em homenagem ao Senhor Bom Jesus de Iguape e Nossa Senhora das Neves se estende de 28 de julho a 6 de agosto.

O evento atrai multidões de religiosos e não religiosos com atrações variadas como a tradicional novena, barracas comerciais, banda de música, procissão, shows e muito mais.

Uma das avenidas principais de Iguape recebe as tradicionais barracas. Muitas pessoas vão à festa muitas vezes por conta desta atração. É possível comprar de tudo nas barracas, sempre com preços muito abaixo dos praticados nos comércios em geral. Barracas de roupas de inverno, infantis, couros, brinquedos, artigos para casa, eletrônicos, decoração e muito mais, sem falarmos das barracas de comidas e bebidas, que sempre trazem os tradicionais lanches de rua e petiscos para todos os gostos. A verdade é que é uma grande festa passear pelas barracas.

Confira a programação completa da festa no site oficial da Basílica de Iguape.

Muita gente faz passeio de bate e volta em Iguape durante a festa, pois nem sempre é possível encontrar hospedagens na cidade, já que é super concorrido e esgotam-se rápido as disponíveis. É comum vermos excursões saindo de várias cidades com destino à Iguape, o que pode também ser uma boa opção.

Nós do Soul Peruíbe adoramos a festa de Iguape e vamos todos os anos. Recomendamos que se você ainda não foi, aproveite para ir e curtir a festa que para nós é a mais incrível da região.

Agora quem também conhece muito sobre Iguape, tem feito o maior sucesso na região e nós do Soul Peruíbe somos mega fãs,  é o comediante Bor Órla, da página Humor Iguapense. Vale a pena conferir e se divertir com o vídeo dele falando sobre a festa.

 

Matéria originalmente publicada em Agosto de 2017 e republicada em Agosto de 2018.

Festa de Agosto chegandooooo..A fraca da festa né...Já vamos aproveitar pra comprar meia..Comer uns churros e para os romeiros e turistas já fica a dica...Lá em casa tem BANHO QUENTE ...kk...Mas tem que pagar....fiado nem bom dia eu dou...Molezaaaaaa..tô rico eu por acaso rsrsrs...A pois o que..kk gostou do vídeo?? Então não esquece nho nho..curta compartilha e marque seus amigos e parentes nos comentários....té mais #BobÓrla

Publicado por Humor Iguapense em Quarta-feira, 14 de junho de 2017

Comentários

Comentários

Deixe seu comentário