Ilha em Peruíbe está na lista das mais perigosas do mundo

Quando pensamos em ilha, geralmente nos remete à ideia de um lugar paradisíaco, ideal para relaxar apreciando as belezas naturais, sem precisar se preocupar com nada, só curtindo sombra e água fresca.

Este caso não se aplica à Ilha da Queimada Grande, ou como muitos à chamam, Ilha das Cobras. Localizada em meio ao mar de Peruíbe e Itanhaém, esta ilha possui uma das maiores populações de víboras conhecidas no mundo. Ela está no ranking das ilhas mais perigosas do planeta.

Nesta ilha não existem praias. Sua costa é rodeada por rochedos e penhascos e ela fica à certa de 30 km de distância das praias de Peruíbe.

Com apenas 4 mil metros quadrados, estima-se que a ilha possui mais de 5 mil cobras da espécie Jararaca Ilhoa, que segundo cientistas é a cobra venenosa com a peçonha mais potente do mundo. Estudiosos alegam que seu veneno é cerca de 5 vezes mais potente que o da Jararaca comum. Estas cobras possuem hábitos noturnos, diferentes das tradicionais jararacas, pois ficam no alto das árvores para se alimentarem dos pássaros que sobrevoam a ilha.

cobra-jararaca-ilhoa

O nome Ilha da Queimada Grande vem do fato de que anos atrás, pescadores locais que costumavam desembarcar na ilha ateavam fogo nas encostas, no objetivo de afastarem as cobras que impossibilitavam o acesso com segurança.

Atualmente o acesso e desembarque à ilha é proibido, sendo protegido pela Marinha brasileira, no qual são permitidas as entradas apenas de analistas ambientais e cientistas no objetivo de preservar a fauna e flora da ilha.

Existem muitas teorias e histórias sobre como esta ilha se tornou a moradia de tantas jararacas e como elas chegaram lá.

Segundo cientistas, há mais de 11 mil anos atrás, após o derretimento das geleiras, o nível do mar subiu o suficiente para isolar a Ilha da Queimada Grande do continente. Com o passar do tempo a espécie de cobra que vivia na ilha foi evoluindo, mudando completamente seus hábitos de vida, surgindo assim a Jararaca lhoa.

Uma dessas histórias sobre o como as cobram chegaram na ilha, relata que as jararacas foram levadas ao local por piratas, que desejavam proteger seus tesouros e esta seria uma boa forma de afastar os curiosos e outros exploradores de tesouros.

E como Peruíbe é uma cidade cheia de mistérios e lendas, estudiosos ufológicos estimulam a hipótese de que lá na ilha existe um tipo de base submarina ou portal de entrada de seres extraterrestres. Segundo eles, as cobras seriam as guardiãs da ilha, para que os humanos não se aproximem do local. Na cidade existem vários relatos de pessoas que pessoas que dizem ter visto naves aterrissando na ilha da Queimada Grande. Saiba mais sobre atividades extraterrestres em Peruíbe.

Devido ao fato de possuir em seu entorno corais e espécies animais marinhos como tartarugas e peixes, existe o interesse de cientistas e ONGs em transformarem o local em um parque nacional marinho, no objetivo de aumenta a preservação ambientam do local.

E fica a nossa dica, a ilha da Queimada Grande não é um local para você incluir em seu roteiro de férias na cidade, é um local para se apreciar de longe, vista das belas praias de Peruíbe e em segurança.

A ilha está situada entre as cidades de Peruíbe e Itanhaém, segundo relatórios e dados do governo.
Mais informações sobre este assunto no site do Ministério do Meio Ambiente.

Comentários

Comentários

6 comentários sobre “Ilha em Peruíbe está na lista das mais perigosas do mundo

Deixe uma resposta para joana d'arc gonsalle Cancelar resposta