Peruíbe, logo voltarei para poder te abraçar

Queria mesmo era te levar comigo, te dobrar em mil pedacinhos, te depositar numa caixinha enfeitada para presente e viajar de volta agarradinha com você.

E ao chegar, te esparramar no meu quintal, te ver se espalhando e me espelhar na luz que erradias.
Sonho nada impossível, pois tu vais comigo.

Vais na caixinha do meu coração, nas lembranças de tudo que aqui vivi e na certeza que logo voltarei, para poder te abraçar novamente e sentir meu amor retribuído.

Obrigada Peruíbe, por tudo que você me faz sentir e sonhar!

A despedida só é triste quando não levamos com a gente um punhado grandão do bem que queremos.

Texto de autoria de Susana Martins para o Soul Peruíbe. "Professora aposentada da rede municipal do ensino de São Paulo. Herdei de minha mãe o gosto pela escrita e o amor por Peruíbe, cidade que conheci em 1967 aos meus sete anos de idade. Costumo chamá-la de "meu paraíso " pois é a descrição que chega mais próxima do que sinto por ela".

Comentários

Comentários

Deixe seu comentário