‘Pixerum’ reúne comunidades caiçaras no Fandango

Expressão musical, coreográfica, poética e festiva agraciada como bem imaterial pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), o Fandango será celebrado no ‘Pixerum: intercâmbio entre as comunidades tradicionais caiçaras’.

O evento será realizado no dia 2 de junho (sábado), das 14h às 23h, tem início na Ilha Diana e se encerra na Sede Esportiva do Caruara, ambas na área continental de Santos. “Através de conversas com a comunidade, identificamos a importância de fortalecer esse patrimônio e valorizar a cultura ancestral”, disse a jornalista e pesquisadora da cultura caiçara Catharina Apolinário, idealizadora do projeto.

Contemplada no Circuito LabxS de 2018, realizado pelo Instituto Procomum, esta edição do Pixerum promove o intercâmbio entre as comunidades de Santos e de Peruíbe para que possam trocar informações, discutir sobre a sua identidade e cultura, bem como falar sobre as demandas existentes nas comunidades. “Esperamos que este encontro possa ampliar suas visões sobre políticas públicas, identificar como eles podem trabalhar em rede. A ideia é empoderá-los dos seus direitos e das lutas de cada um. O Fandango é uma manifestação coletiva, que remete a colaboração, ao trabalho em grupo”, concluiu Catharina.

A programação do encontro terá bate-papo, oficina de fotomobile (fotografia com celular) para jovens e degustação de produtos orgânicos e tradicionais, além, é claro, da apresentação de Fandango com os tocadores de Peruíbe.

PIXERUM

Intercâmbio entre comunidades Caiçaras (Apoio do projeto LABxS do Instituto Procomum) Pixerum vem da palavra Pixirum, que na língua indígena significa mutirão, ou o que se faz junto. O dialeto caiçara utiliza variações para a palavra. O nome do projeto vem ao encontro da cultura local da pesca misturando a sonoridade da palavra peixe ao simbolismo da raiz da palavra indígena.

Pixerum é uma ação de intercâmbio entre comunidades tradicionais caiçaras e seus remanescentes, a fim de aproximá-las, potencializando suas relações sociais e possibilitando a troca de saberes e fazeres entre essas comunidades espalhadas pelo Brasil. Esta iniciativa busca estimular o protagonismo social caiçara mediante as demandas comuns existentes, bem como fomentar a geração de renda através da economia criativa e do turismo de base comunitária. Além de trabalhar a autoestima e identidade destas comunidades.

Programação

13h10 - Saída da Barca atrás da Alfândega rumo a Ilha Diana (pontualmente).
14h00 - Roda de Conversa sobre o Fandango e a Identidade Caiçara com toque de viola caiçara com os violeiros de Peruíbe na comunidade da Ilha Diana na sede da Sociedade de Melhoramentos. (Retorno na barca das 16h00 ou 17h00 no mesmo local de saída).
19h00 – Baile de Fandango Caiçara com os fandangueiros de Peruíbe, com viola Iguapeana, na Sociedade Esportiva Caruara. No local haverá uma feira de produtos artesanais locais e coquetel degustação de quitutes caiçaras. Com parabéns pelo aniversário do Seu Jorge, nosso mestre mateiro que completa 71 anos.
Haverá oficina de fotografia mobile para jovens e adultos e cobertura jornalística dos alunos do Grêmio Estudantil da Escola Estadual Ricardo Sampaio Cardoso Judoca.

SERVIÇO PIXERUM:

INTERCÂMBIO ENTRE AS COMUNIDADES CAIÇARAS DIA: 2 de junho Das 14h às 23h

Local: 14h - Ilha Diana – Sede da Sociedade de Melhoramentos da Ilha Diana Em frente à ponte de desembarque. (A barca para Ilha Diana sai às 13h10, com embarque atrás da Alfândega. Perdida esta, não haverá outra até às 15h00. O participante poderá tomar as barcas anteriores a esse horário caso prefira. Informações ao lado no quadro copiado do site da CET Santos)

19h – Caruara – Sede da Sociedade Esportiva do Caruara Via Cônego Domênico Rangoni – Piaçaguera-Guarujá e BR 101 (abrir link) Bairro do Caruara - Rua Andrade Soares (Rua Principal), antes de chegar ao Portinho.

* As inscrições são gratuitas para todas as atividades, elas são abertas ao público, apropriadas para famílias com crianças e pet friendly, porém, pedimos a gentileza de efetuar inscrição prévia para organizar atendimento feito pela comunidade.

(13) 99152-6970 – Catharina (Produção e comunicação)

Texto de Wellington Alexandre

Comentários

Comentários

Deixe seu comentário