Saudades de Peruíbe!

Quantas saudades eu senti de ti um dia,
Doía a alma e também o coração;
Ter-te distante dos meus olhos, Peruíbe
Era morrer à cada dia em solidão!

Fiz-te poema pra falar quanto te amo
Minha saudade transportei pra um papel,
Pois só assim, te descrevendo eu poderia
Levar pra mim um pedacinho deste céu.

Estar aqui é sentir tua doce brisa
Que traz o Deus pra minha alma alegrar;
Pisar teu chão é como estar no paraíso
É ser criança sem limites pra sonhar.

Teu céu anil traz- me lembranças tão gostosas,
Pois são os olhos da minha mãe a me ensinar;
Que Peruíbe é a terra que ela amou
E que pra sempre eu também hei de amar.

"Lições de amor verdadeiro não morrem nunca. Se eternizam em nós "

Poesia de autoria de Susana Martins para o Soul Peruíbe. "Professora aposentada da rede municipal do ensino de São Paulo. Herdei de minha mãe o gosto pela escrita e o amor por Peruíbe, cidade que conheci em 1967 aos meus sete anos de idade. Costumo chamá-la de "meu paraíso " pois é a descrição que chega mais próxima do que sinto por ela".

Comentários

Comentários

Deixe seu comentário