Teatro gratuito em Peruíbe: Espetáculo “Terra abaixo, Rio acima”

Em agosto, a Mostra de Teatro Cia. Fábrica traz a Peruíbe o espetáculo de teatro de rua “Terra abaixo, Rio acima”, da Cia. Cênica, de São José do Rio Preto/SP. A apresentação é gratuita e será neste domingo (11/8), às 17h, noEspaço Cultural Quilombo Baobá de Male. A peça é itinerante, com plateia e elenco caminhando juntos por cerca de 150 metros. Depois da apresentação, haverá bate-papo com o público.

Criada em março de 2018, a Mostra da Cia. Fábrica busca apresentar a atual produção teatral do Estado, em um intercâmbio artístico entre grupos e cidades de diferentes regiões. Já passaram pela mostra grupos de Ribeirão Preto, São José dos Campos, Suzano, Presidente Prudente, São Paulo, Peruíbe e Guararema. A realização é da Cia. Fábrica São Paulo, com apoio da Prefeitura Municipal de Peruíbe.

O espetáculo “Terra abaixo, Rio acima” é resultado de pesquisas da Cia. Cênica em sua região, o Noroeste Paulista. A peça inspira-se em histórias que envolvem a construção da usina hidrelétrica de Ilha Solteira/SP, no Rio Paraná, concluída em 1978, como a lenda da Velha Barrageira, e em fatos históricos como a Revolta do Arranca-Capim, encabeçada por camponeses em Santa Fé do Sul/SP. O repertório musical é tocado e cantado ao vivo pelo elenco. A personagem principal é inspirada em Aparecido Galdino Jacintho, o Aparecidão, líder religioso na antiga cidade de Rubineia/SP, inundada pelas águas do lago artificial da usina. Ele era conhecido na época por benzer e curar pessoas e animais e foi retratado no documentário “O Profeta das Águas”, de Leopoldo Nunes.

A partir de seus estudos para criar o espetáculo, a Cia. Cênica bebeu na fonte do realismo mágico, misturou e reinventou eventos e personagens, dando espaço ao imaginário.

A circulação do espetáculo foi viabilizada pelo edital de Circulação de Artes Cênicas para Rua do ProAC – Programa de Ação Cultural da Secretaria de Cultura e Economia Criativa e Governo do Estado de São Paulo. A circulação seguirá até o final de agosto e ao todo vai passar por 12 cidades paulistas. Neste fim de semana, o grupo também se apresenta sexta, 9/8, às 20h, em Ilha Comprida, no Boqueirão Sul (Pousada Namastê - Avenida Intermares, 435), e sábado, 10/8, às 17h, em Eldorado, no Quilombo São Pedro.

 

Sobre a Cia. Fábrica São Paulo

Desde janeiro de 2017, A Cia. Fábrica mantém suas atividades de criação, formação e produção nas cidades de Peruíbe, Campinas e Itariri. Criada em 1983, a companhia permaneceu com sua sede de trabalho na cidade de São Paulo até 2016, período no qual montou diversos espetáculos, dos quais destacam-se “A Falecida”, de Nelson Rodrigues, que teve sua estreia no Festival de Cantebury, Inglaterra, e levou o grupo a apresentar-se na África; “O Arquiteto e o Imperador da Assíria”, de Fernando Arrabal; “Em Alto Mar”, de Slawomir Mrozec, e “Macbeth”, de William Shakespeare, criados em formato de arena e apresentados em praças e espaços alternativos, atingindo uma média de 400 apresentações cada e 35 mil pessoas por ano; além de “Pequenos Burgueses”, de Máximo Gorki, considerado um marco, levando ao palco um texto realista por meio da abordagem do inconsciente das personagens.

A Cia. Fábrica São Paulo foi contemplada quatro vezes pelo Programa Municipal de Fomento ao Teatro para a Cidade de São Paulo e inaugurou, em fevereiro de 2004, o Teatro Fábrica, investindo em sistematizar a constituição do ator a partir de sua memória pessoal e historicidade. “Gênero Humano” e “Ensaio para um Espetáculo” são os espetáculos desse período. Em 2009, estreia “O Outro Pé da Sereia” e publica o livro Memórias de Outro Mar – Pesquisa Artística da Cia. de Teatro Fábrica São Paulo”. Em 2010, recebe o Prêmio Procultura do Ministério da Cultura e estreia o espetáculo A Confecção da Queda”. Atualmente, circula com o espetáculo “Antigonas”, Prêmio Zé Renato 2015/SMCSP.

Sobre a Cia. Cênica

A Cia. Cênica é um grupo de repertório criado em 2007 em São José do Rio Preto/SP, que realiza pesquisas e ações culturais a partir dos eixos: o popular não apenas como linguagem e temática, mas como meios de produção e difusão cultural; dramaturgia autoral; música ao vivo enquanto elemento dramatúrgico e ocupação de ruas e espaços não convencionais.

Em sua trajetória, a Cia. Cênica ganhou diversos prêmios e integrou a programação de diferentes mostras e festivais, tendo circulado por mais de 135 cidades de 11 Estados brasileiros, levando seu repertório a um público de mais de 300 mil espectadores. Atualmente, possui nove espetáculos em circulação: “Oi Lá, Inezita”, “Acordes”, “Auto da Anunciação”, “Por Quê?”, “Sabiás do Sertão – Teatro musical brasileiro em um ato, uma chegança e uma andança”, “Virado à Paulista”, “Terra abaixo, Rio acima”, “A Cor Silva” e “Queijo & Goiabada, das canções que você não autorizou pra mim”.

Sinopse do espetáculo:

O progresso chega a uma pequena comunidade e, com ele, as águas. Casas, terras, pessoas, memórias, tudo é represado, submerso. Em um dia daqueles, em que o rio vira mar, os moradores e suas histórias fantásticas decidem emergir em busca de algo que se perdeu. O espetáculo tem como ponto de partida o realismo mágico e é inspirado em histórias colhidas no Noroeste Paulista.

Ficha técnica do espetáculo:

Dramaturgia: Graziela Delalibera e Fagner Rodrigues

Direção: Fagner Rodrigues

Pesquisas histórico-culturais: Cia. Cênica e Claudia Borges

Orientação em pesquisa de intervenção no espaço urbano: Juliana Calligaris

Composições inéditas: Márcia Morelli e Diego Guirado

Preparação vocal: Elaine Matsumori

Figurinos: Adbailson Cuba

Cenografia: Fagner Rodrigues

Arte de cenografia e adereços cênicos: Laura de Paula Barbeiro

Elenco e músicos: Cássia Heleno, Clara Tremura, Diego Guirado, Fabiano Amigucci, Glauco Garcia, Márcia Morelli e Simone Moerdaui

Oficina de orientação em interpretação: Tiche Vianna

Oficina de orientação em canto e voz: Babaya de Moraes

Classificação indicativa: livre

Duração: 60 minutos

Realização da circulação: Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado, através do ProAC (Programa de Ação Cultural)

Parceira em Peruíbe: Cia. Fábrica São Paulo e Espaço Cultural Quilombo Baobá de Male

Ficha técnica da Mostra:

Produção: Roberto Rosa e Patrícia Vignoli

Realização: Cia. Fábrica São Paulo

Apoio: Prefeitura Municipal de Peruíbe

Serviço:

Mostra de Teatro Cia. Fábrica, com espetáculo “Terra abaixo, Rio acima”, da Cia. Cênica, seguido de bate-papo com o público

Grátis

Data: 11 de agosto, domingo, 17h

Local: Espaço Cultural Quilombo Baobá de Male (Rua Araraquara, 77 - Ilha Grande - Peruibe/SP)

Comentários

Comentários

Deixe seu comentário